terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

Planejando a semana antes do primeiro dia de aula

      Minhas férias inevitavelmente estão acabando, então comecei a me preocupar de verdade com as questões da faculdade. Como ainda não sei quase nada sobre o funcionamento do meu curso, não pude fazer nada além de comprar um caderno de 10 matérias e uma agendinha para conseguir manter os trabalhos e provas em dia.
      Agora, nesses poucos dias antes do retorno às aulas, resolvi seguir algumas das dicas que dificilmente cumpri nos anos anteriores e que são boas para se sentir mais relaxada quando a rotina voltar.
1º - Retomar o horário normal de sono
Nas férias, tenho o hábito de dormir às 5 ou 6 da manhã e acabar acordando apenas meio-dia ou 1 da tarde. Para evitar sentir aquele cansaço imenso na primeira semana de aula, resolvi parar de trocar o dia pela noite e realizar minhas últimas leituras de férias durante o período da manhã. Hoje mesmo, pretendo, logo que acabar o Big Brother Brasil, tentarei dormir para que amanhã continue a ler "Dezessete Luas".

2º - Separar as roupas que você pretende usar na faculdade/escola
Caso você estude ou tenha estudado (como no meu caso) em uma escola com uniforme, você já tem o o costume de não precisar escolher o que vestir. Porém, mesmo nessas situações, é bom separar o uniforme em uma parte específica do armário para que não haja nenhum desespero para encontrar a camiseta às 6 da manhã. Já que irei começar a faculdade, separei uma parte do meu armário para as calças, camisetas e casaquinhos que usarei nas aulas, assim evito de acabar desgastando roupas "de sair" enquanto estudo.

3º - Organizar seu material escolar
Já que meus veteranos nos avisaram que os professores de Letras costumam escolher a edição dos livros que leremos nas aulas, resolvi não me aventurar na compra de nenhum deles, pois poderia acabar apenas desperdiçando dinheiro. Mesmo assim, já deixei separado meu caderno, minha agenda, um estojo com o material mais básico (lápis, caneta, borracha, corretivo) e uma pasta para guardar circulares. Acredito que organização é uma das melhores coisas para fazer qualquer seja a escola ou faculdade que você irá cursar.

4º - Fazer o que mais gosta
Essa talvez seja a dica mais importante. A melhor coisa a se fazer antes de voltar para uma rotina mais cansativa é priorizar as suas atividades preferidas. Como passei por um mês de grave Ressaca Literária, tentarei ler dois livros essa semana para compensar o tempo perdido. Além disso, quero voltar a escrever meu novo projeto, já que parei na 12ª página e quero retomar o ritmo antigo.

E vocês? Como aproveitam a última semana de férias?
Beijinhos, Bia.

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

A vida passa, mas as memórias permanecem

     O que fazer quando seu coração arde e queima só de pensar em alguém? Como agir se as memórias são mais fortes do que qualquer outra coisa de seu presente? Quando desistir de seu passado se ele parece tanto seu futuro?
      Sempre achei que ter e perder algo importante fosse melhor do que simplesmente nunca ter. Agora vejo que é muito mais difícil se desprender quando você já sabe o quanto aquilo é importante para sua vida. Depois de tantos meses de momentos incríveis, consigo sentir a dor de cada semana sem sua presença.
      Não é a ideia da perda, mas a eterna e insolúvel dúvida que me corrói a cada foto que visualizo ou a cada momento que revisito em minhas lembranças. Sei que deveria agradecer a Deus por ter me dado um ano de histórias tão incríveis, por ter me permitido realizar todos os meus sonhos, por ter conhecido tantas pessoas maravilhosas em tão pouco tempo. Porém, é inadmissível apenas aceitar que toda essa parte imensa do meu coração partiu.
     A verdade é que, mesmo se o Destino não me ajudar e eu nunca mais ver aqueles que me acalentaram em alguns dos piores dias da minha vida, ainda serei capaz de lembrar sorrindo e chorando de cada um dos rostos que me deram as melhores lembranças que eu poderia pedir. Cada dança atrapalhada, cada careta inusitada, cada foto e gravação espontânea, cada rabisco em meus cadernos, cada manhã passada com o melhor grupo que eu poderia querer.
    Não permiti que essa história escapasse por meus dedos, mas, caso algum dia eu a deixe partir com o vento, quero que se lembrem de mim como eu sempre me lembrarei de vocês.

Beijinhos, Bia.