domingo, 13 de março de 2016

Uma linha de pensamento

   Aquela voz insistente no fundo de minha mente parecia ainda sussurrar suas últimas palavras. Quero te ter por perto novamente, mas temo que nossos destinos nunca mais se cruzem. Sei que tudo indica que ainda iremos nos encontrar, porém, é impossível não sofrer com a possibilidade desse reencontro nunca acontecer.
    Vejo as fotos que temos juntos e analiso o quanto crescemos ao longo dos anos em que nos conhecemos. Parece que foi ontem que tropecei nos seus pés quando você quis tirar uma foto posicionado atrás de mim, mas já se passaram centenas e centenas de dias.
    Você foi uma parte tão grande do meu crescimento pessoal que não consigo aceitar a ideia de que tenha sido apenas isso: às vezes, um apoio, outras tantas, um obstáculo na minha jornada. Sei, como sempre soube nas nossas outras separações, que ainda não sumi de sua vida. Estou em seus sonhos, em seus medos, em seus traumas, em suas lembranças. Sou a garota que te rejeitou e também aquela que te amou mesmo quando meu coração você quebrou.
    Você pode não ser o grande amor da minha vida, mas também não é o garoto que simplesmente deixei para trás. Somos algo a mais que só o tempo nos mostrará.

Beijinhos, Beatriz.

sábado, 5 de março de 2016

Portas e corredores

      Mais alguns passos para longe de sua mãe. Mais alguns segundos antes de toda sua adolescência oficialmente acabar. Mais alguns pensamentos inseguros diante desse novo mundo que se abria diante de seus olhos.
      A jovem chegava em seu primeiro dia de faculdade com o coração e mente abertos, mas com a alma aflita. Temia não se encaixar, sofria por não conseguir esquecer o passado e sabia que acabaria comparando seu último ano com as novas experiências.
     Porém, logo que chegou, deparou-se com grande parte dos colegas de seu curso reunidos e aproveitou para se sentar com eles. E, ao contrário do que esperava, não se sentiu nem sozinha nem nostálgica. Ela se sentiu feliz e compreendia. A cada nova amizade iniciada, um novo sopro de vida enchia seus pulmões.
     Definitivamente, ela sentiria falta de seu passado, mas o futuro parecia cada vez mais brilhante. Talvez o essencial para se seguir em frente seja adaptar-se ao seu novo ambiente. E, se o passado valer a pena, ela tinha certeza que o Destino o traria de volta.

Beijinhos, Beatriz.

terça-feira, 1 de março de 2016

Meu Aeroporto Literário - Fevereiro


         Meu Aeroporto Literário foi tão parado em Fevereiro que, na verdade, esse post nem deveria existir, mas, como quero começar a ter uma rotina aqui no blog, resolvi postá-lo. Espero que, em Março, eu consiga recuperar todo esse tempo perdido sem leituras.

1- Balcão de Check-in (Livros que comprei)
         *Como Eu Era Antes de Você - Jojo Moyes
         *A 5ª Onda - Rick Yancey
         *Dezessete Luas - Kami Garcia e Margaret Stohl
         *Os Heróis do Olimpo: A Marca de Atena - Rick Riordan
         *A Sereia - Kiera Cass

        Como eu só possuía livros comprados há muito tempo na minha estante, resolvi comprar alguns para conseguir me revezar entre leituras antigas e novas. Não consegui encontrar o livro "Sobre a Escrita" do Stephen King, então acabei comprando "Como Eu Era Antes de Você"

2- Portão de Desembarque (Livros lidos)
        *Como Eu Era Antes de Você - Jojo Moyes

        Sim, vocês não leram errado. Eu realmente só li um livro durante o mês inteiro. Porém, deixem que eu me explique! No início de fevereiro, eu me esforcei (e forcei) para ler "A Letra Escarlate", entretanto, não passei da introdução e acredito que não é culpa do livro e sim do momento literário em que eu estava. Depois das minhas compras literárias, li "Como Eu Era Antes de Você", mas demorei muitos dias para começar "Dezessete Luas" e, apesar de já ter mais de 350 páginas das 462 do livro, não quis correr a leitura apenas para terminá-lo ainda em fevereiro.

3- Voos cancelados (Livros abandonados)
        *A Letra Escarlate - Nathaniel Hawthorne

       Conforme expliquei na categoria anterior, eu realmente tentei continuar a leitura, mas algo em mim não estava "batendo" com o livro. Acredito que o "Cidade de Vidro" da Cassandra Clare, meu último livro de janeiro, tenha me deixado muito elétrica e a escrita mais calma do início de "A Letra Escarlate" tenha me desanimado. Entretanto, ao contrário do mês passado, pretendo retomar essa leitura abandonada em outro mês.

4- Fila de Embarque (Livros que continuam na estante)
       *A 5ª Onda - Rick Yancey
       *Os Heróis do Olimpo: A Marca de Atena - Rick Riordan
       *A Sereia - Kiera Cass    
       *A Letra Escarlate - Nathaniel Hawthorne
       *Os Instrumentos Mortais: Cidade dos Anjos Caídos - Cassandra Clare       
       *Morte Súbita - J.K. Rowling       
       *Gabriela, Cravo e Canela - Jorge Amado       
       *Fogo Morto - José Lins do Rego       
       *Claro Enigma - Carlos Drummond de Andrade

       A pilha aumentou graças à Ressaca Literária que tive, mas pretendo aproveitar esse início das aulas para adiantar as leituras. Não coloquei "Dezessete Luas" nessa lista, pois, como já estou quase terminando a leitura, o livro já está quase desembarcando no meu Aeroporto Literário. Acredito que, em março, terei que comprar novos exemplares por causa da faculdade, mas, de qualquer maneira, me esforçarei para essa fila de embarque não continuar apenas crescendo!


Beijinhos, Bia.