quinta-feira, 17 de novembro de 2016

Harry Potter em minha vida

Livro e os marca-páginas especiais que ganhei
por comprar na estreia
       Quem pensava que o Menino que Sobreviveu mudaria a vida de tantas pessoas de fora do mundo bruxo? Há muitos anos, em 2002, eu (com meus meros quatro anos) percebi que não conseguia mais assistir aos filmes de Harry Potter no cinema. Eram assustadores demais para mim. Apenas, em 2008, eu voltaria a me envolver com o universo de J.K. Rowling, quando fui tomada pela vontade de ler os livros.
       Entretanto, só em 2009, finalmente me tornei uma potterhead. Eu e minha antiga melhor amiga M até criamos nosso próprio mundinho imaginário onde poderíamos ir para Hogwarts. Chega a ser irônico eu ter me apaixonado pelo Wizarding World exatamente com a mesma idade que os bruxos vão para a escola de magia e bruxaria. Acredito que foi nesse momento que peguei o Expresso de Hogwarts para nunca mais voltar.
       Nessa semana, li "Harry Potter e a Criança Amaldiçoada" e me senti mais uma vez uma nascida trouxa. É quase impossível (e inaceitável, vale dizer) acreditar que todo aquele mundo maravilhoso não existe. Onde está Hermione para dar um jeito na política de nosso país? Quando encontraremos Escórpio Malfoy para ter uma profunda e divertida conversa geek? Não posso dar mais detalhes sobre os personagens nessa nova aventura, pois senão será uma enxurrada de spoilers.
O livro, em capa dura e sem a sobrecapa, e os bonequinhos
do Harry e da Hermione que tenho há muitos anos
       O importante é que a história, apesar de ser escrita em forma de roteiro, não perde a essência da saga original. Eu havia lido todos os detalhes publicados por aqueles que assistiram à peça nas primeiras apresentações e, mesmo assim, me surpreendi em quase todas as cenas. Decepcionei-me, porém, com a falta de informações sobre muitos personagens (como Hugo Granger-Weasley) e sobre as casas Corvinal e Lufa-Lufa, que são apenas citadas em uma cena. A maioria dos personagens me encantou ainda mais do que nos sete livros, mas a Rosa Granger-Weasley me irritou profundamente.
       No aspecto geral, o livro das duas partes da peça é o melhor presente que J.K. Rowling (que não escreveu o roteiro, mas ajudou na criação da história) poderia nos dar. "A Criança Amaldiçoada" é definitivamente merecedor das 5 estrelinhas - ou de 50 pontos para a Grifinória, como diria Dumbledore.
       Beijinhos, Beatriz (lufana com orgulho e muito amor!).

8 comentários:

  1. Eu comecei a ler HP esses dias e to no segundo livro. Amo demaaaaais, já to viciada super. Eu também sou lufana desde já ahahhaha

    xox
    Próxima Primavera

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahhhh, nem acredito que você está conhecendo o mundo mágico dos livros de Harry Potter pela primeira vez *o* E ainda é lufana, AMEI! Beijinhos, Beatriz.

      Excluir
  2. Como não amar essa saga incrível? Eu sou desesperada. Estou ansiosa pra assistir Animais Fantásticos, com certeza também vai ser incrível, afinal J.K sempre arrasa hahaha, beijoooos!

    https://sejaumunicornio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu AMEI Animais Fantásticos, como a maior parte dos fãs da série. Impossível não se apaixonar pela escrita mágica da J.K. *o* Beijinhos, Beatriz.

      Excluir
  3. Eu estou me roendo para ler esse livro :,)
    Mal posso acreditar que a magia está de volta !♥
    Blog : www.estacaonoventae7.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também ainda não me acostumei com isso, mas realmente Harry Potter voltou com tudo! Beijinhos, Beatriz.

      Excluir
  4. Eu comecei a ler Harry Potter quando ele virou febre, entre 2002 e 2003, li os dois primeiros livros e não consegui ler mais, não sei porque, mas não consigo gostar da história.
    Beijos
    Bluebell Bee

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico triste em saber que você não se apaixonou pela série, mas, pelo menos, você tentou! Beijinhos, Beatriz.

      Excluir

Olá, leitor! Fico muito feliz que você tenha decidido comentar. Aproveite esse espaço para dizer o que achou do post ou comentar sobre o assunto. Estou ansiosa para saber sua opinião! Beijinhos, Beatriz.